Raul da ferrugem azul

capa

Autor: Ana Maria Machado
Ilustrador: Patrícia Gwinner
Número de chamada: LIJ 167
Número de registro: 167/1983
Editora: Salamandra
Número de páginas: 48

 

 

 

 

 

 

 

 

Resenha:chave
Manchas azuis apareceram de repente no braço do Raul. Rapidamente, elas se espalham pelo corpo do menino, que desconhece a causa das manchas e o motivo de somente ele as ver. Intrigado, sai em busca de respostas para o mistério da “ferrugem azul” e outras questões. As ilustrações em preto e branco complementam a história, escrita com o ponto de vista da infância, e ajudam o leitor a descobrir por que, às vezes, é mais confortável calar que agir.
Palavras-chave: silenciamento, diferenças, preconceitos.
Páginas da imagem-chave: páginas 12 e 13.
Nome do Resenhista: Francisco Thiago Camêlo
Obs.: A obra recebeu o “Prêmio Selo de Ouro” concedido pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), em 1980.
A edição atual é ilustrada por Fabiana Rosa e traz um depoimento de Ana Maria Machado, no qual ela conta que a história foi recusada por oito editoras, que consideravam-na uma crítica à ditatura militar.
Em 2004, Raul da ferrugem azul foi adaptado para o cinema. Link do média-metragem: < http://www.youtube.com/watch?v=MlzkUSueIBY>

 

 

 

 

 

 

rodapé_gg

© 2016 iiLer/Cátedra Unesco de Leitura PUC-Rio Todos os direitos Reservados

Webmaster responsável: Viviane Moreira

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

Pular para a barra de ferramentas