A fantasia da família distante

a-fantasia-da-familia-distante_capa
Autor: Stella Maris Rezende
Ilustrador: Laurent Cardon
Editora: Globinho
Ano da Publicação: 2016
Número de páginas: 32

 

 

 

 

 

 

Resenha:
Com uma linguagem poética e repleta de musicalidade, a obra apresenta um narrador inusitado: um cachorro, membro de uma família comum composta por Carlos, Cecília e seus três filhos, Clarice, João e Graciliano. Com sensibilidade, o narrador descreve todas as emoções experimentadas pela família a partir do momento em que recebem a notícia da vinda de familiares para resolver um problema. Angustiados e sem saber como se comportar diante da triste notícia, prometem esquecer o assunto; contudo, todos continuam aflitos em busca de respostas para as dúvidas que persistem. Quando de sua chegada, novas emoções vêm à tona e juntos, pai, a mãe e filhos, conseguem prestar uma linda homenagem ao membro da família que enfrenta um momento difícil e delicado. O livro é uma homenagem à literatura brasileira e também uma história de laços familiares, amizade, solidariedade e esperança. As ilustrações delicadas e divertidas, de traços soltos e aquarelados, dão leveza à obra e guiam o olhar e a narrativa através de um fio vermelho.
Palavras-chave: família, amizade, solidariedade, esperança, intertextualidade, animais.
Imagem-chave: páginas 6 e 7
Nome do Resenhista: Ana Paula Oliveira
Obs.: A escritora apresenta diversas referências à literatura brasileira, tanto nos nomes dos personagens quanto em passagens que apresentam expressões conhecidas de leitores.
O livro faz parte de uma trilogia da autora, lançada pela Globinho, e composta pelos títulos: A poesia da primeira vez, A coragem das coisas simples e A fantasia da família distante.

rodapé_gg

© 2016 iiLer/Cátedra Unesco de Leitura PUC-Rio Todos os direitos Reservados

Webmaster responsável: Viviane Moreira

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

Pular para a barra de ferramentas