Aquilo que não se vê

Autor: Clovis Levi
Ilustrador: Lelis
Editora: Abacatte
Ano de publicação: 2014
Número de páginas: 68
Resenha:

Um retrato de crianças no sertão mostra a aridez de um nordeste seco e miserável em texto com foco no social e ilustrações em aquarela que dão o tom onírico da narrativa.  Apesar de o autor trazer uma dura realidade, os personagens falam de seus sonhos e projetos. Dez anos depois, um retrato novo e hipotético apresenta algumas possibilidades para o desdobrar das histórias de vida. O texto aborda o que não se vê no primeiro retrato e lida com três momentos: sonho, realidade e porvir. Por fim, o autor convida o leitor a inventar novos futuros.

Palavras-chave: Brasil – Sertão, fotografia, infância, destino, imaginação, olhar, seca, tempo
Imagem-chave: páginas 6 e 7
Nome do Resenhista: Augusto Pessôa

rodapé_gg

© 2016 iiLer/Cátedra Unesco de Leitura PUC-Rio Todos os direitos Reservados

Webmaster responsável: Viviane Moreira

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

Pular para a barra de ferramentas