Olavo

Título:  Olavo

Autor: Odilon Moraes

Ilustrador: Odilon Moraes

Número de chamada: LIJ 10699

Número de registro: 300/2018

Editora: Jujuba

Ano de publicação: 2018

Número de páginas: 52

Resenha:

“Olavo era um menino triste”. A primeira frase deste livro, onde palavra e imagem se complementam à perfeição, anuncia do que se trata a história: uma narrativa sensível e delicada sobre a melancolia na infância. Feito em tom sépia, o personagem, cujo nome intitula a obra, conhece a tristeza não porque algo lhe falte. Assim como pessoas são felizes com a vida, ele é simplesmente triste. Numa manhã, quando um presente misterioso é deixado à sua porta, outro sentimento invade a sua vida. Mas a alegria inicial, representada em outra cor, transforma-se em dúvida. Será que o embrulho é mesmo para ele? O que pode guardar o presente? Essa angústia aparece em linguagem econômica e é ilustrada com o traço característico do autor, aquarela e lápis.  O texto desconstrói de forma sutil e tocante a relação do leitor com os afetos da primeira à última página.

 

Clique na imagem para ampliar.

Palavras-chave: infância, tristeza, relação palavra-imagem, afetos  

Imagem-chave: página 6

Resenhista: Francisco Camêlo

rodapé_gg

© 2016 iiLer/Cátedra Unesco de Leitura PUC-Rio Todos os direitos Reservados

Webmaster responsável: Viviane Moreira

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

Pular para a barra de ferramentas